Cores de ANNITA

Ela acorda, levanta, abre a janela, céu cinza, frio. Abre seu armário e escolhe para esse dia gris, o seu casaco de inverno de cor mais vibrante para combinar com seu estado de espírito.  Também de acordo com seu sentimento ela escolhe quais outras  cores irão compor seu visual. Ela não escolhe ser monocromática nesse dia, ela quer marcar presença, ela quer ser única, esse é o seu estilo.  Compõe com as cores opostas do círculo cromático, essas cores lhe representam.  Imediatamente percebe que seu humor também recebe a influência das cores que veste, sorri, as cores são perfeitas para ela. Favorecem seus bonitos traços do rosto, dão vitalidade e brilho ao seu olhar, um rosado nas bochechas e lábios, as cores estão em harmonia com sua pele e seu cabelo. Perfeito!

As cores são utilizadas para comunicar e influenciar a vida das pessoas; no marketing, na decoração, na moda, e se transformam em sensações quando identificadas pelo cérebro que capta a informação ao olhar.  É preciso saber como quer ser visto, pois as cores afetam as emoções seja para quem as usa, ou para quem as percebe. Quando se conhece o poder das cores e a atenção está voltada para elas no momento do vestir, a pessoa se conecta com sua essência. As cores trazem vibrações cromáticas positivas.

A cor, além de possuir uma energia que influencia nossos momentos, também pode ser utilizada para melhorar a qualidade de vida, melhorar a saúde, trazer proteção, mais criatividade, alegrar, energizar, aconchegar, enfim, sensações que impactam diretamente nas emoções, e ter a percepção disso também proporciona autoconhecimento. Você já ouviu que algumas cores são usadas para descrever sensações e sentimentos? “Azul” de fome, “roxo” de raiva….

A Psicologia das Cores teve seus primeiros estudos em 1666, com Isaac Newton. A teoria da cor foi criada pelo alemão Joham Wolfgan Von Goethe, “a cor não depende somente da luz e do ambiente, mas também da percepção que temos do objeto”.

As cores também podem falar sobre sua personalidade. Em 1949 foi criado um teste psicológico de cores, Teste das Cores de Lüscher, de autoria do Dr. Lüscher, psicólogo, psiquiatra e filósofo suíço, e também pesquisador da cor. O teste baseia-se na escolha de cores de um grupo de cartas coloridas, e a preferência por uma ou outra e suas combinações revelam aspectos emocionais e de nossa personalidade. Outro teste de avaliação psicológica baseado em cores é o Teste das Pirâmides Coloridas de Pfister.

Quem nunca comprou uma peça de roupa e nunca usou?  Na maioria das vezes o que impediu o uso foi a percepção inconsciente da vibração negativa da cor em sua aparência,  uma sensação desagradável por todo dia,  e ao se  olhar no espelho não gostar do que vê.  Essa sensação de mal-estar está relacionada em sua maioria a cor que está vestindo. A ANÁLISE CROMÁTICA ou COLORAÇÃO PESSOAL trata das cores diretamente na IMAGEM. O processo tem como objetivo definir as cores que mais favorecem o cliente (homem ou mulher), indicando a paleta de cores ideal. Os benefícios de uma Análise de Coloração Pessoal começam em saber qual a melhor cor a vestir, a cor que proporciona mais vitalidade e brilho ao olhar equilibrando traços, minimizando manchas e olheiras, fazendo com que a pele pareça mais jovem e descansada. O método utilizado para determinar os tons que mais favorecem cada pessoa se chama Método Sazonal Expandido, 12 grupos de cores relacionadas às quatro estações da natureza, divididos entre puros, intensos e profundos.

As cores também possuem simbolismos diferentes de acordo com cada cultura e para vários profissionais essa é uma informação valiosa, pois algumas cores podem associar ideias completamente opostas. Por exemplo, na cultura ocidental a cor branca está associada à alegria, enquanto no oriente está associada à morte, ao luto e à tristeza.

A cor mais apreciada tanto pelo sexo masculino quanto pelo feminino é o azul. A menos favorita do público masculino é a marrom, e a menos favorita do público feminino é a laranja, segundo pesquisa realizada por Joe Hallock.  Qual sua cor preferida? Qual a cor que menos se identifica?

Uma infinidade de livros, sites e blogs falam sobre o significado das cores, aqui só uma pitadinha sobre algumas delas:

  • VERMELHO – paixão, cor do desejo, da aproximação e do encontro. Sensação de movimento, conquista, coragem. Também pode significar perigo, alerta
  • AMARELO – Cooperação, otimismo, curiosidade, sonho, ação. Sentimentos de alegria, felicidade, inteligência, imaginação, quebra de bloqueios mentais
  • AZUL – calma, serenidade, relaxamento, gentileza, harmonia
  • VERDE – sentimentos de bem-estar, sensibilidade, harmonia e boa sorte
  • PRETO – luxo, poder, seriedade, mistério, mas também luto, tristeza e dor
  • BRANCO – calma, estabilidade, paz, inocência

E as cores de ANNITAS PENSEM FORA DA CAIXA, você sabe quais são e o que significa cada uma delas?

Comece a pensar em sua IMAGEM de forma diferente. Crie sua MARCA, seja autêntica.

Ela que colore seu livro da VIDA, e VOCÊ?

Por Kátia Taras – Consultora de Imagem